Atendimento Psicológico

PSICOTERAPIA


A psicoterapia é provavelmente a prática de cuidado e transformação de si mais difundida na psicologia. Na psicoterapia temos a oportunidade de experimentar um diálogo diferenciado, um modo de tratarmos nossas questões e problemas de forma diferente de quando conversamos com alguém das nossas relações pessoais, pois contamos com um profissional especializado não só nas questões e problemas humanos, mas também no modo de relação favorável ao processo de autoconhecimento e às transformações desejáveis.

Esta capacidade de acolhimento e compreensão por parte do psicoterapeuta é fundamental para que nós também possamos entender melhor o que se passa conosco, nossas dificuldades, motivações e crenças insconcientes, padrões que se repetem na vida e nos mantém insatisfeitos.

Além de ajudar a clarear nossos modos habituais de ser que não refletem o eu verdadeiro e limitam a vida, a psicoterapia também nos abre a possibilidade de experimentarmos outros modos de ser, talentos e potenciais, agora mais alinhados à verdade de si.

Por causa disso, muitas pessoas acabam encontrando na psicoterapia um caminho de desenvolvimento pessoal, um modo de seguir aprimorando-se na vida de acordo com seus interesses e necessidades próprios.

Algumas questões muito frequentes na clínica psicológica são, por exemplo, aquelas que dizem respeito às dificuldades de relacionamento, trabalho, sexualidade, dinheiro, família, propósito de vida e à imagem que uma pessoa tem dela mesma. Estes são apenas alguns exemplos de dificuldades comuns; você pode saber mais sobre como a psicologia pode ajudar acessando nosso blog "Papo de Terapeuta" no topo da página.

Além destas questões que fazem parte da vida de todas as pessoas, a psicoterapia é naturalmente a forma de tratamento indicada também para as situações de grande sofrimento emocional e psicopatológico, tais como ansiedade, depressão, angústia, vícios, insegurança, distúrbios alimentares, estresse, problemas de autoestima, insônia, sexo, dificuldades com filhos, luto, TOC, pânico, solidão, separações, estresse pós-traumático, entre outras, independentemente do tratamento psicológico estar associado a um acompanhamento medicamentoso ou não.

Se você está sofrendo ou simplesmente quer uma vida melhor, algo pode ser feito. A psicoterapia está acessível a todos, sem limite de idade. Faça Psicoterapia em São Paulo.


Agendar Consulta

PSICOTERAPIA INFANTIL


A psicoterapia infantil também é chamada de ludoterapia devido ao seu aspecto lúdico, uma vez que a criança se expressa por meio do brincar. Esta adaptação da linguagem aos diferentes estágios de desenvolvimento da criança é fundamental para eficácia da psicoterapia infantil.

Assim, as dificuldades que a criança está vivendo, seja na escola, na família ou na vida em geral vão se revelando ao olhar do psicólogo por meio do jogo e do brincar, ao mesmo tempo que abrem a oportunidade para a intervenção psicológica, que busca auxiliar a criança na remoção de obstáculos, na transformação de dificuldades e no desenvolvimento de suas potencialidades, facilitando uma melhor interação dela com ela mesma e com o meio à sua volta.

De modo geral, podemos dizer que ser criança não é fácil. Um ser completamente dependente, num mundo de “gigantes”, cujas regras ela não ajudou a criar; com uma capacidade de compreensão mais limitada, seja do que se passa consigo mesma, seja no mundo ao seu redor. Em outras palavras, uma criança pode viver angústias muito complexas e difíceis de serem expressas verbalmente (quando não impossíveis), e que, se não tratadas logo cedo, podem se agravar e cristalizar, gerando restrições desagradáveis na vida dela, eventualmente estendendo-se indefinidamente pela vida. Sabemos que a infância é a base. Tudo o que pudermos fazer para que as crianças se desenvolvam melhor, valerá muito a pena, tanto agora quanto mais tarde.


Agendar Consulta

PSICOTERAPIA DE CASAL


Como o próprio nome diz, a Psicoterapia de Casal voltada especificamente para as questões próprias de um casal, sejam elas quais forem.

Frequentemente a vida a dois se mostra bastante desafiadora. A maior parte dos casais tem problemas conjugais e não sabe o que fazer com eles. Procuram compensar de muitas formas: “empurrando com a barriga”, ignorando, se conformando, reclamando pelo resto da vida do inferno que vivem e cuja causa atribuem ao outro, buscando prazeres fora da relação para compensar ou simplesmente se separando.

Mas, também com frequência observamos nas terapias de casal que as coisas não precisam ser dessa forma, que muitas vezes as dificuldades conjugais podem sim ser transformadas, às vezes até com relativa facilidade, à medida que a comunicação do casal começa a melhorar.

Muitos procuram a terapia de casal porque querem permanecer juntos. Mas há também aqueles que buscam o auxílio da terapia para enfrentarem as dificuldades de uma separação, a fim de atravessarem esse período com o mínimo de dano possível para todos os envolvidos.


Agendar Consulta

PSICOTERAPIA DE FAMÍLIA


O trabalho em família procura identificar as relações disfuncionais no sistema familiar e restaurar seu aspecto funcional, isto é, a possibilidade dos relacionamentos e laços familiares ocorrerem de modo mais hamonioso.

Via de regra, família não é algo simples, bem resolvido. Pelo contrário, em geral há muito conflito nas famílias e isso repercute em todo o resto: no trabalho, no relacionamento amoroso, na saúde, na sociedade e assim por diante. Vale lembrar também que a família tem um peso enorme na vida das crianças, respondendo em parte, portanto, pelo futuro do mundo.

Muitas são as infelicidades decorrentes da desarmonia e desestruturação familiar, um sofrimento que pode ser carregado por toda a vida e transmitido de geração em geração. Ou não. A terapia familiar pode auxiliar na interrupção desta linha de transmissão negativa, que perpetua indefinidamente nas novas gerações dificuldades que a geração anterior não conseguiu superar com sua própria família de origem.


Agendar Consulta

ATENDIMENTO PERINATAL


Perinatalidade significa “em torno do nascimento”, ou seja, é período que compreende a descoberta da gravidez, ou mesmo o início das tentativas de se engravidar, a gestação, o nascimento do bebê e o puerpério (período pós nascimento). Eventos como: abortamentos (naturais ou provocados), fertilização in vitro (FIV), adoção, também fazem parte desse período.

Todas as etapas e eventos da perinatalidade merecem especial atenção, pois trazem profundas transformações corporais, psicológicas e relacionais na vida da mulher.

Vivemos numa sociedade que muito valoriza a chegada do bebê do ponto de vista material (enxoval, chás de bebês etc..), que dita padrões de “normalidade” pra gestante (muito peso, pouco peso) e que acima de tudo, normatiza a experiência da maternidade criando “verdades”que vão desde como ela deve se sentir em relação a sua gestação, até o tipo de parto, cuidados e criação do bebê.

O grande problema é que essas “verdades” quase nunca contemplam a singularidade e ambiguidade da maternidade, além de reproduzirem o conhecido cenário brasileiro onde são perpetuadas informações falaciosas sobre gestação e parto que desempoderam a mulher e a levam a desacreditar em seu corpo e se desconectar de processos internos, e o conceito de maternidade como evento de pura alegria e gratidão, onde não se é dada a “permissão” para sentimentos como: medo, raiva e tristeza.

O atendimento psicológico perinatal visa oferecer a mulher que percorre esse período um espaço de escuta empática que possibilite compreender, acolher e transformar sentimentos, medos e crenças que circundam esse momento, e poder fazer escolhas conscientes, fruto de suas próprias reflexões.

Este serviço inclui pré-natal psicológico, orientação para casais e educação perinatal.


Agendar Consulta

GRUPOS TERAPÊUTICOS


Os trabalhos terapêuticos em grupo são tão ricos quanto os individuais, embora muito diferentes. Assim como muitos trabalhos individuais, em termos gerais podemos dizer que os grupos também se mostram um excelente caminho de crescimento pessoal; de apropriação de modos de ser que façam mais sentido para a pessoa, ou seja, que tenham mais a ver com a verdade de si; de uma maior compreensão de si, do outro e da existência; de desenvolvimento da capacidade de responder às diversas situações da vida a partir da nossa própria sensibilidade, alinhando nossas ações ao que já podemos compreender e ao que queremos da vida.

O formato grupal é também muito bom para se trabalhar certas fases da vida ou problemáticas específicas, tais como gestação, envelhecimento, resgate do feminino, distúrbios alimentares, cirurgia bariátrica, dependência química, etc. Aqui surge a diferença entre psicoterapia de grupo e grupo terapêutico. Enquanto na primeira a tendência é se trabalhar mais com temas livres e demandas do momento, os grupos terapêuticos costumam centrar-se num tema específico, como nos exemplos acima, ou num programa de trabalho a fim de garantir um certo percurso desejável.

Além disso, os grupos terapêuticos contam com uma força única: o próprio grupo. De alguma forma, os participantes acabam atuando como agentes terapêuticos, à medida que interagem uns com os outros, compartilham e testemunham dores e sofrimentos. Aos poucos percebem que estão todos no mesmo barco e naturalmente cria-se uma rede de apoio mútuo. A força do grupo passa a atuar a favor de todos.


GRUPO DE AUTOTRANSFORMAÇÃO
O caminho da liberdade e da autorrealização
Facilitador: Luiz Claudio Pezzini


LIDANDO COM A CRISE
Treinamento psicológico para tempos difíceis
Facilitador: Luiz Claudio Pezzini


OFICINA DE PREVENÇÃO AO USO E ABUSO DE DROGAS
Para pais e filhos
Facilitadora: Denise Chagas


Agendar Consulta

PREÇO DAS SESSÕES


O preço das sessões varia conforme o profissional e o tipo de trabalho a ser realizado. Em função disso, a primeira sessão não é cobrada, justamente para que as partes possam se conhecer, verificar juntas as possibilidades de trabalho e esclarecer questões importantes como essa referente aos custos.

Compromisso Social
Os psicoterapeutas vinculados ao Aprimore também tem o compromisso de disponibilizarem alguns horários para atendimento social a pessoas com maior restrição financeira.



PSICÓLOGOS


Os psicólogos da nossa rede de atendimento são membros do Grupo de Aprimoramento Clínico do Aprimore e estão necessariamente comprometidos com seu desenvolvimento pessoal e profissional por meio de estudo, supervisão e práticas de autoconhecimento como a própria psicoterapia, entre outras.

AGENDE UMA CONSULTA

Queremos lhe oferecer o melhor atendimento possível. Por isso, você será atendido diretamente por um(a) psicólogo(a) de nossa equipe.
Preencha o formulário abaixo ou envie uma mensagem para (11) 99554-3806 que retornaremos o mais brevemente possível.


Seu nome:*
Seu telefone:
Seu e-mail:*

Observações:

PSICOTERAPIA

psicoterapia é provavelmente a prática de cuidado e transformação de si mais difundida na psicologia. Na psicoterapia temos a oportunidade de experimentar um diálogo diferenciado, um modo de tratarmos nossas questões e problemas de forma diferente de quando conversamos com alguém das nossas relações pessoais, pois contamos com um profissional especializado não só nas questões e problemas humanos, mas também no modo de relação favorável ao processo de autoconhecimento e às transformações desejáveis.

Esta capacidade de acolhimento e compreensão por parte do psicoterapeuta é fundamental para que nós também possamos entender melhor o que se passa conosco, nossas dificuldades, motivações e crenças insconcientes, padrões que se repetem na vida e nos mantém insatisfeitos.

Além de ajudar a clarear nossos modos habituais de ser que não refletem o eu verdadeiro e limitam a vida, a psicoterapia também nos abre a possibilidade de experimentarmos outros modos de ser, talentos e potenciais, agora mais alinhados à verdade de si.

Por causa disso, muitas pessoas acabam encontrando na psicoterapia um caminho de desenvolvimento pessoal, um modo de seguir aprimorando-se na vida de acordo com seus interesses e necessidades próprios.

Algumas questões muito frequentes na clínica psicológica são, por exemplo, aquelas que dizem respeito às dificuldades de relacionamento, trabalho, sexualidade, dinheiro, família, propósito de vida e à imagem que uma pessoa tem dela mesma. Estes são apenas alguns exemplos de dificuldades comuns; você pode saber mais sobre como a psicologia pode ajudar acessando nosso blog “Papo de Terapeuta” no topo da página.

Além destas questões que fazem parte da vida de todas as pessoas, a psicoterapia é naturalmente a forma de tratamento indicada também para as situações de grande sofrimento emocional e psicopatológico, tais como ansiedade, depressão, angústia, vícios, insegurança, distúrbios alimentares, estresse, problemas de autoestima, insônia, sexo, dificuldades com filhos, luto, TOC, pânico, solidão, separações, estresse pós-traumático, entre outras, independentemente do tratamento psicológico estar associado a um acompanhamento medicamentoso ou não.

Se você está sofrendo ou simplesmente quer uma vida melhor, algo pode ser feito. A psicoterapia está acessível a todos, sem limite de idade. Faça Psicoterapia em São Paulo.

Agendar Consulta

PSICOTERAPIA INFANTIL

psicoterapia infantil também é chamada de ludoterapia devido ao seu aspecto lúdico, uma vez que a criança se expressa por meio do brincar. Esta adaptação da linguagem aos diferentes estágios de desenvolvimento da criança é fundamental para eficácia da psicoterapia infantil.

Assim, as dificuldades que a criança está vivendo, seja na escola, na família ou na vida em geral vão se revelando ao olhar do psicólogo por meio do jogo e do brincar, ao mesmo tempo que abrem a oportunidade para a intervenção psicológica, que busca auxiliar a criança na remoção de obstáculos, na transformação de dificuldades e no desenvolvimento de suas potencialidades, facilitando uma melhor interação dela com ela mesma e com o meio à sua volta.

De modo geral, podemos dizer que ser criança não é fácil. Um ser completamente dependente, num mundo de “gigantes”, cujas regras ela não ajudou a criar; com uma capacidade de compreensão mais limitada, seja do que se passa consigo mesma, seja no mundo ao seu redor. Em outras palavras, uma criança pode viver angústias muito complexas e difíceis de serem expressas verbalmente (quando não impossíveis), e que, se não tratadas logo cedo, podem se agravar e cristalizar, gerando restrições desagradáveis na vida dela, eventualmente estendendo-se indefinidamente pela vida. Sabemos que a infância é a base. Tudo o que pudermos fazer para que as crianças se desenvolvam melhor, valerá muito a pena, tanto agora quanto mais tarde.